quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Escultura em argila de Sai Baba











Este trabalho em argila foi minha primeira tentativa de expressar Swami em meu coração!
Mas...quer saber?
Acho que não fui eu que fiz não!
Foi o Amor de Sai por seus devotos que permitiu esta "ousadia".
Obrigado Baba!
Om Sai Ram

Escultura de Swami






Venho fazendo aulas de escultura em argila desde o final de novembro e hoje, dia 28 de dezembro de 2011, Swami  me inspirou a evocar neste trabalho  a lembrança de Bhagawan sentado as margens do rio Chitravathi abençoando os devotos  com o mudra da benção e proteção (Abhaya mudra).
Fiquei muito feliz com o resultado!
Agradeço à Bhagawan por ter encontrado o professor Rodrigo Saramago cuja paciência e carinho com seus alunos são ensinamentos práticos de sabedoria.
Om Sai Ram


quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Mensagem de Natal 2013


Mensagem de Natal
Neste Natal de Cristo e no Novo Ano de 2013, desejamos à todos que o Amor, a Paz, a Retidão, a Verdade e a Não-Violência sejam o brilhante e constante reflexo dos nossos pensamentos, atos e palavras.

Pedimos à Swami que tudo comece com Ele, que tudo se desenvolva com Seu auxílio e que tudo seja realizado sob Sua orientação!

Que todos os seres em todos os mundos sejam felizes!
Samastha Loka Sukhino Bhavantu
Samastha Loka Sukhino Bhavantu
Samastha Loka Sukhino Bhavantu
Ommmmmmmmmmm
Shanti...
Shanti...
Shantihi!!!


Feliz Natal e Própero Ano Novo!!!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

CELEBRANDO O NATAL!!!!

Queridos Premaswarupalara (Encarnações do Amor Divino)
Neste sábado dia 17, as 16h, o Centro Sai Baba de Pendotiba levou as doações de Natal, para a carente comunidade do Latão, no bairro Campo Novo, município de São Gonçalo onde as famílias receberam de presente roupas, calçados e brinquedos.
Cada familia foi cadastrada previamente e os dados de cada integrante (idade, sexo, tamanho e número do calçado) listados. Desta maneira as doações puderam ser organizadas e identificadas as caixas e sacos de presentes por familia .O Programa Jovem ("PJ") realizou esta tarefa de coleta de dados e triagem com grande carinho e eficiência.
Isto facilitou a organização do transporte e da distribuição no dia da festa.
Iniciamos a atividade no centro com uma harmonização dos participantes e entoamos o mantra "Om" por três vezes e o Gayatri, pedindo a Swami que tudo comece com Ele, que tudo se desenvolva com Seu auxílo e que tudo seja realizado sob Sua orientação!
Cinco carros em comboio partiram cheios de Amor, carregando as doações.
No local fomos recebidos com carinho pelos moradores que já nos conheciam em sua maioria e nos aguardavam.

 Fomos chamando organizadamente cada família pelo nome de seus integrantes e entregando os presentes.
As crianças riam e seus olhinhos brilhavam de felicidade e alegria. 

Todas as crianças estavam arrumadinhas e de banho tomado aguardando nossa visita.Os adultos também ficaram muito emocionados e todos juntos pudemos sentir o Amor de Deus sendo derramado sobre todos que estavam lá.
Distribuimos também um  bolo confeccionado especialmente para este encontro. 
Falamos brevemente sobre quem somos e sobre a missão de Sri Sathya Sai Baba de nos conscientizar de que somos todos UM e que devemos nos ajudar mutuamente para vivermos um mundo de Paz e Amor!














Pela primeira vez levamos uma fotografia de Swami para um Seva externo e os moradores ficaram bastante curiosos com o cabelo de Swami!
Uma festa linda, o tempo parecia ter parado e nossos corações pareciam que iam explodir de tanto amor... nos vimos mais uma vez transportados para Prashanti aos Pés de Lotus de Nosso Amado Sai.
Obrigado Swami por nos ter dado esta chance de servir à Tí em nosso próximo.

Obrigado por segurar a chuva que ameaçava  cair durante este encontro ( o céu estava escuro de nuvens de tempestade)!
Om Sai Ram
Feliz Natal à todos!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Ultimo Darshan de Sai filmado


Unidos somos um "Time Campeão"!


Gurupurnima 2009


Hospital em Prashanti


Encarnação do Amor


Swamiji!!! Nosso Bem Amado


Sai Ideal Devotee



Sathya Sai Shiva Shambo


Celebração das Manifestações Divinas


Celebração das Manifestações Divinas
Em 23 de novembro nasceu um Ser de características incomuns. Muitos O reconheceram como um Mestre Universal, outros, como um Avatar, outros ainda, como o "Homem dos Milagres".
Muito mais do que as denominações que Lhe demos, Bhagavan Sri Sathya Sai Baba foi uma fonte de Amor para milhões de pessoas em todo o mundo, pessoas que, ao entrar em contato com Ele, receberam o "toque Divino" que mudou suas vidas para sempre. Pessoas que possivelmente estivessem direcionados ao material e iniciaram seu processo de transformação para se tornarem melhores seres humanos, oferecendo seu tempo, energia, conhecimento e habilidades para ajudar o próximo mais necessitado.
Este é o maior milagre de Sai Baba: despertar o melhor no ser humano que entra em contato com Ele, seja através de um livro, uma foto, uma história sobre Sua vida, ou por havê-lo visitado em Seu Ashram na Índia.
Outro aniversário do nascimento e da manifestação de Bhagavan Sri Sathya Sai Baba foi celebrado em 23 de novembro. São ocasiões muito especiais aquelas em que aparecem na Terra seres com a dimensão espiritual de Bhagavan Sri Sathya Sai Baba. Seres como Jesus, Maomé, Rama, Krishna, Zoroastro, Buda, que causaram um impacto duradouro na consciência dos  homens, não somente Seus contemporâneos, como os de gerações futuras. Todos esses Seres nos deram Sua visão da Realidade, do sentido de nossas vidas e de como alcançá-lo.
Todos as pessoas devem celebrar os aniversários das manifestações de Seres desta magnitude espiritual, com um espírito de reconhecimento e gratidão pelos ensinamentos que vieram nos dar. Eles não tiveram objetivos materiais, nem anseios pessoais por reconhecimento, poder material ou ganância monetária. O único desejo que tinham era o bem-estar de todos, era mostrar o verdadeiro propósito da vida e nos ajudar a alcançá-lo.
Todos traçaram um caminho pelo qual devíamos transitar e nos ensinaram que a verdadeira espiritualidade não era a soma de dogmas e rituais, mas uma forma de vida, um estado de consciência. Eles nos pediram que purificássemos nossos corações e mentes, para podermos  ser canais da Luz e do Amor Universais.
Bhagavan Sri Sathya Sai Baba não veio fundar uma nova religião com base no culto a Seu nome e forma. Veio para despertar o amor em nossos corações. Nos pediu para sermos verdadeiros seguidores da religião que decimos professar e, se não temos nenhuma, que vivamos sendo pessoas boas.
Ele nos disse que o grande propósito da vida é descobrirmos nossa verdadeira identidade, nosso Ser e que, para de fazê-lo, é preciso remover as más qualidades de nossa personalidade e preenchê-la com Valores Humanos, pondo-os em prática em todos os âmbitos de nossas vidas.
Bhagavan Sri Sathya Sai Baba fez de Sua vida um exemplo para todos nós. Disse que Sua  vida era Sua mensagem e insistia em que nossas vidas fossem, também, Sua mensagem.
Realizou obras de serviço incomparáveis: escolas gratuitas, hospitais gratuitos, obras de água potável para milhões de pessoas, mostrando-nos que é possível um mundo diferente.
Profetizou que em 28 anos o mundo estaria em Harmonia, Paz e Unidade.
Cada um de nós pode ser, não só uma testemunha, mas um instrumento ativo desta maravilhosa mudança de consciência da Humanidade, esta é a nossa oportunidade. Nosso desafío e o maior e mais importante objetivo que podemos aspirar a alcançar é o de intensificar  nosso processo de transformação. Essa é a melhor oferenda que podemos realizar a todos e a cada um destes Seres que vieram para nos dar tudo, sem nos pedir nada.
Leonardo Gutter

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Por que ir a Prashanti Nilayan?


Publicado em 15/12/2011 14:53:38 http://www.jornalgrandebahia.com.br| Share
Por que ir a Prashanti Nilayan?

Arrumando as malas para mais uma viagem à Índia, nosso consultor para assuntos espirituais, o irmão amigo Victor Duarte, nos comove com essa tocante declaração de amor ao seu Mestre espiritual 

Na qualidade de devoto de Sai Baba, um dos nossos maiores desejos sempre foi ir a Índia. Ver Swami, no seu corpo físico e se possível até participar de uma entrevista — este o sonho de todos nós.
Muitos foram aqueles que pisaram o solo indiano, mais precisamente, em Prasanthi Nilayan (Morada da Paz Suprema) para ver Sai Baba nessa encarnação. E para vê-Lo o mais de perto possível, buscávamos sentar na primeira ou primeiras filas do Mandir (templo). Para isso era necessário acordar bem mais cedo do que os demais, ficar muitas horas esperando do lado de fora do Mandir, na maioria das vezes em jejum, ser bem sucedido no sorteio e conseguir uma fila mais próxima do local por onde Swami passaria.
Tudo isso para vê-Lo de perto por alguns segundos. Era realmente uma tarefa árdua sem se ter certeza que conseguiríamos o resultado final almejado. Mas a verdade é que muitos tentavam essa maratona todos os dias.
Não podemos esquecer que esse comportamento não era a melhor demonstração de fé nem a melhor maneira de se sentir perto de Sai Baba.
A ânsia por ver Swami de perto, transparecia que muitos devotos ainda pensavam que a única chance de estar perto Dele era aquela. Ledo engano. Swami está muito alem do que os olhos podem ver. Ele nos permeia de uma forma especial, transcendendo todos os nossos sentidos. Não queiram tentar expressar em palavras o Amor de Swami por nós. Quem experimenta o Seu Amor sabe, mas não consegue expressá-lo. Porque o verdadeiro amor é divino e, portanto, ilimitado e incomensurável. E por mais erudito que sejamos, as nossas palavras não conseguem jamais expressar essa experiência singular de puro amor.
Depois do Mahasamadhi de Swami do último 24 de abril, dia em que a cristandade comemorou, neste ano, a Ressurreição de Cristo, muitos se mostravam desiludidos em ir à Prasanthi Nylaian, pois se perguntavam: “Por que ir a Índia agora, já que Swami não está mais aqui conosco”? É preciso lembrar a esses que Swami não se resume ao corpo físico, e que Ele nunca nos abandonou, pois continua e continuará conosco hoje e sempre. Swami disse: “Por que temer se estou aqui, é só chamar e Eu estarei ai”. Em outra ocasião afirmou que jamais abandona seus devotos e que nós Lhe pertencemos. É claro que a dimensão de uma assertiva desta cobre toda a nossa existência, nessa e em outras encarnações.
Temos que entender e sentir que Sai Baba se expressa muito além das simples manifestações limitadas dos nossos sentidos físicos. Por isso Bhagavan disse: “O que você pensa que é verdade é ilusão e o que você pensa que é ilusão é verdade”. Portanto, não nos deixemos ser presas fáceis de maya (ilusão) e de uma mente enganadora. Quantas vezes buscamos proteção nos Pés de Lótus de Baba para aliviar os nossos sofrimentos e somos atendidos de imediato? Não procuremos racionalizar a encarnação de um Avatar, porque não conseguiremos chegar a nenhuma conclusão proveitosa sob o aspecto espiritual. O Próprio Baba afirmou: “Não tentem me entender, porque não conseguirão, pois estou alem da compreensão humana”.
Ir a Prasanthi Nilayan é estar um pouco onde Sai Baba nasceu e viveu, sentir de perto aquela energia maravilhosa, é se irmanar com devotos da Índia e de outros países, é conhecer a fé e as experiências de irmãos dos lugares mais longínquos, é conhecer o dia a dia das Escolas e Universidades Sai, é ver pulsar firme e forte a confiança em Deus. A Índia respira religiosidade e ir a Prasanthi Nilayan é uma experiência inesquecível e eterna.
Das quatro vezes que tive oportunidade de ir a Prasanthi Nilayan, fui testemunha de diversas experiências singulares, as quais com certeza me proporcionaram, pela Graça de Swami, esclarecimentos às minha duvidas e me concedeu força para buscar entender melhor a verdadeira razão da vida.
Essas paradas nos afazeres mundanos, para me dedicar 24 horas à espiritualidade, me são muito úteis até hoje. E pode ser também a todos aqueles que ainda não foram a Prasanthi Nilayan. Devemos apenas estar preparados, pois as experiências são marcantes, encontrando explicações para elas somente no nosso mais recôndito ser.
Não podemos deixar de citar que as longas permanências no Mandir, as palestras, os bate-papos sobre espiritualidade e experiências pessoais de milagres é uma constante em todos os lugares do Ashram. Tudo isso é sentido como um toque sutil do amor de Swami.
Visitar os museus, meditar sob a Árvore da Meditação, conhecer a casa onde Swami nasceu e a árvore dos desejos, onde os Seus devotos colhiam, na mesma árvore, todas as frutas que O solicitavam, são passagens muito marcantes.
Estando em Prasanthi Nilayan as experiências interiores são muitas e todas necessárias a nossa evolução espiritual. As respostas aos nossos questionamentos sobre a vida, que nos chegam das mais diversas formas, e a compreensão dos fatos que rodeiam a nossa vida, nos faz ter certeza que a ida a Prasanthi Nilayan não foi em vão. Pelo contrário, quem experimenta dessa oportunidade, não quer mais deixar de fazê-lo.
Apenas para exemplificar o tipo de experiência que vivenciamos lá, vou contar um fato que aconteceu comigo em 2007 por ocasião da minha primeira viagem à Índia. Nesse mesmo ano completei 60 anos de vida. E muitos de nós, quando alcança essa idade começa a se preocupar com quantos anos de vida ainda teremos para aproveitar as alegrias de ver os filhos encaminhados na vida, acompanhar os netos por algum tempo, usufruir da realização de planos que antes não foram possíveis e principalmente o que Deus nos reserva em termos de longevidade. Essa preocupação, vez por outra, me incomodava, e não tinha obtido nenhuma ajuda naquilo que lia e ouvia até a minha primeira ida a Prasanthi Nilayan. Mas, estando no Ashram, ia sempre a livraria onde tive oportunidade de adquirir 32 livros sobre temas espirituais.
Na qualidade de leitor curioso, certo dia peguei um dos livros ao acaso e o abri numa pagina qualquer. Ao dirigi a minha atenção para uma das páginas e uma das partes dessa página, qual não foi a minha surpresa quando li: “O homem não deve reivindicar uma vida longa, mas uma vida Divina”. “O homem não deve ansiar por mais anos na terra, mas por mais virtudes no coração”. O titulo do livro era Truth is only one (“A verdade é somente uma”) tendo como autora a Ann Cleveland. Os amigos com quem dividia o quarto ficaram inicialmente sem entender porque razão não continha as lágrimas após ler uma parte tão pequena de um livro. Só vindo a compreender a minha reação após me recompor da emoção forte e ter forças para explicar em detalhes a razão das minhas lágrimas.
Ir a Prasanthi Nilayan é experimentar que Swami ainda está lá e em todos os lugares. É como se participássemos de um curso intensivo sobre espiritualidade, sem direito a intervalos.
Eu definiria Prasanthi Nilayan como um Reformatório Espiritual onde a única opção é a rendição para conseguir a redenção.
Uma vez um estudante perguntou a Swami: “Como faço para ficar sempre perto do Senhor?” Sai Baba respondeu: “Me leve com você”. Nós também podemos levá-Lo conosco. Como? Colocando em prática os seus ensinamentos, de forma resumida: “Amando a Todos e Servindo a Todos”.
Swami certa feita falou que ninguém precisaria ir a Prasanthi Nilayan para encontrá-Lo, pois Ele reside em nossos corações. Busque-O no mais intimo do seu ser e O encontrará. Chame-O e Ele virá. Como Bhagavan mesmo afirmou: “Todos os nomes são meus”.
Swami disse também que só vem a Prasanthi Nilayan quem é Seu convidado e se Ele assim permitir. Então aqueles que se sentirem atraídos para conhecer Prasanthi Nilayan, não hesitem, pois esse, com certeza, é um chamado de Sai Baba. Ele sabe o que precisamos e vai nos proporcionar todos os meios para que possamos encontrar ali o que precisamos, visando fortalecer a fé e a esperança em Deus.  
Certa vez um devoto pediu a Swami para vê-Lo na sua verdadeira natureza. Sai Baba disse: “Você não suportaria”. Mas o devoto insistiu e Baba lhe concedeu essa visão. Ao presenciar tamanha refulgência, esse devoto desmaiou e passou alguns dias desacordado.
Não busquem Swami no corpo físico, mas a Sua Graça em nossos corações.
Lá em Prasanthi Nilayan vocês terão mais oportunidades de vivenciar a Verdade, a Retidão, a Paz, o Amor e a Não-Violência que tanto almejamos e que é a mais pura expressão de Deus. Só assim conseguiremos experimentar a verdadeira e duradoura bem aventurança.

Om Sai Ram

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Swami fazendo pipoca!!!


  • Esta foto é para mim uma surpresa, um presente, um leela que me aconteceu hoje!
  •  Swami fazendo pipoca!!!!
    Nunca havia visto uma foto como esta!
    Ela me recordou um lindo sonho que tive alguns anos atras...







  •  Sonhei com Swami muitos anos atras...

     Estávamos sentados dentro da salinha de entrevistas de Swami. A sala estava lotada!

    Os devotos seguravam bandejas com flores de jasmim como prashada para Swami.

     Ele entrou muito alegre e batia com a mão por baixo das bandejas fazendo as flores voarem pelo ar.

    Ao cairem sobre os devotos as flores tinham se tranformado em deliciosas pipocas doces e salgadas enchendo o ambiente de um delicioso aroma.

    A alegria era contagiante e Swami dava risadas com a nossa reação de felicidade!

    Parecíamos crianças!

    Que maravilha!

    Acordei com cheirinho de pipoca !

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Promessa de Sai

"Não chore!
 Não tenha medo! 
Tenha fé sempre no  que eu disse para você!
 Eu sou indestrutível. 
Eu vim para o seu bem e  nunca  vou te deixar!"
Baba

123


terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Boa Noite Meu Sai Baba!

Boa Noite, Sai

Termina o dia e a ti entrego meu cansaço.
Obrigado por tudo e....... perdão
Obrigado pela esperança que hoje animou meus passos, pela alegria que vi no rosto das crianças;
Obrigado pelo exemplo que recebi daquele meu irmão;
Obrigado também por isso que me fez sofrer.....
Obrigado porque naquele momento de desânimo lembrei que tu és meu pai;
Obrigado pela luz, pela noite, pela brisa, pela comida, pelo meu desejo de superação.
Obrigado, Sai, porque me deste uma Mãe!
Perdão também Senhor!
Perdão pelo meu rosto carrancudo;
Perdão porque não me lembrei que não sou filho único, mas irmão de muitos;
Perdão Sai, pela falta de colaboração e serviço e porque não evitei aquela lágrima, aquele desgosto;
Perdão por ter guardado para mim tua mensagem de amor;
Perdão por não ter sabido hoje entregar-me e dizer sim como Easwarama
Perdão por aqueles que deviam pedir-te perdão e não se decidem.
Perdoa-me, Sai, e abençoa os meus propósitos para o dia de amanhã, que ao despertar, me invada novo entusiasmo; que o dia de amanha seja um ininterrupto "Sim, Sim,Sim" vivido conscientemente.
Boa noite, Sai, até amanhã.